Sistema de injeção Common Rail

Como funciona o sistema de injeção Common Rail

O sistema de injeção Common Rail é garanta de eficiência na injeção de combustível. Entenda seu funcionamento e vantagens.

O sistema de injeção Common Rail é uma dos mais avançados quando o assunto é injeção eletrônica diesel. De fato, essa tecnologia destaca-se por suprir a necessidade cada vez maior por eficiência no consumo de combustível. Isso, não só pela questão econômica, mas também pela preocupação com as emissões de gás.

Assim sendo, no post de hoje, vamos entender como funciona o sistema de injeção Common Rail. Veja só!

Como funciona o Common Rail?

Common Rail em português significa “tubo comum”, o que define muito bem o sistema. Essa tecnologia foi desenvolvida pela Fiat nos anos 90, porém, só foi patenteada pela Bosch anos mais tarde.

Normalmente, a injeção de combustível no cilindro ocorre através de diversos tubos diferentes. Entretanto, no sistema de injeção Common Rail ocorre o oposto. Afinal, nele, a bomba de combustível envia todo o líquido para um único tubo que distribui para os cilindro do motor.

Nos sistemas de injeção a diesel convencionais, a pressão do combustível é gerada individualmente em cada injetor. No entanto, no sistema Common Rail, essa pressão é gerada separadamente na bomba de alta pressão. Na prática, isso significa que o combustível estará sempre disponível e na pressão necessária para injeção. No Common Rail, o combustível em alta pressão passa pelo tubo e é levado para os injetores com a mesma pressão(comum) para todos (daí a designação de “common rail”, rail comum).

O Common Rail é um sistema usados em injeção eletrônica e funciona a partir de uma unidade de comando que monitora as condições do motor. Desse modo, a partir dos dados coletados, como temperatura, pressão do tubo e pressão do pedal, ele regula as válvulas que liberam combustível para cada pistão de forma independente, garantindo que não haja desperdício.

Além disso, em alguns casos, a unidade pode dividir o processo em fases menores, como pré ou pós-injeção, com o intuito de melhorar a combustão.

Vantagens

Sem dúvida, a maior vantagem do sistema Common Rail é a performance. Afinal, ele consegue fazer mais com menos. Tudo graças a unidade de comando que regula a injeção de combustível para a maximizar o processo de combustão. Dessa forma, o sistema garante um melhor funcionamento que, por sua vez, garante maior eficiência no consumo de combustível.

Por fim, tudo isso torna os motores com sistemas Common Rail mais ecológicos, pois ele exigem menor queima de combustível, o que indica redução na emissão de gases poluentes.

A Dieseline tem a linha completa de ferramentas para manutenção de sistemas de injeção Common Rail. Confira!

Fonte: Bosch

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carrinho:

WhatsApp chat